Flancos / pneuzinhos – O que homens e mulheres têm em comum?…

Post 11-05-16

Ontem falamos das diferenças entre homens e mulheres quanto à distribuição da gordura localizada.

Mas aquelas pregas de gordura nas laterais do tronco (na linguagem técnica os flancos, na linguagem popular os famosos “pneuzinhos”) que ficam mais evidentes quando vestimos uma calça mais justa, geram muito desconforto tanto para mulheres quanto homens. E esta gordura localizada é difícil de ser mobilizada com reeducação alimentar e atividade física.

A boa notícia é que esta área é uma das melhores para o cirurgião plástico trabalhar numa lipoaspiração, alcançando ótimos resultados, definindo o contorno da cintura e desenhando a transição do tronco para a região glútea, ou seja, o bumbum.

Vale ressaltar que, como em qualquer outro procedimento cirúrgico, a cooperação do paciente no pós-cirúrgico faz toda diferença! Inchaços (edemas) e manchas roxas (hematomas) são sintomas transitórios comuns em uma lipoaspiração. Você precisa seguir as orientações médicas à risca, tomando a medicação prescrita de forma correta, respeitando orientações e restrições passadas quanto à sua alimentação e rotina de atividades, e, sempre que indicado, seguir um programa de tratamentos de apoio como drenagem linfática ou outras intervenções fisioterápicas pós-operatórias. Só assim você realmente fará valer o esforço de se submeter a uma cirurgia!  😉

Gordura localizada no homem e na mulher

Post 10-05-16

Devido à constelação hormonal, homens e mulheres engordam de forma diferente.

Gordura tipo androide

Sob influência da testosterona, homens têm mais tendência a acumular gordura nas partes centrais e superiores do corpo, sobre o abdômen e o tórax. Devido à forma, esse tipo também é conhecido por “maçã”. Esse tipo de acúmulo de gordura é considerado perigoso, por estar associado ao aumento do risco de colesterol e triglicérides altos, hipertensão arterial, diabetes, aterosclerose e doenças do coração.

Gordura tipo ginoide

O acúmulo de gordura em mulheres, afetado pelo estrogênio, assume o formato de “pêra”, concentrando-se nas nádegas, coxas e quadris. Um excesso de peso ou mesmo a obesidade deste tipo é menos perigoso para a saúde do que o tipo androide. No entanto, o excesso de peso segue representando uma sobrecarga para os ossos e articulações, além de outros problemas.

De acordo com algumas teorias, o segredo para perder peso nas partes específicas para cada tipo físico, seria calibrar a alimentação com base nos picos hormonais ao longo do dia. Um exemplo é a proposta COM (dieta CronOrMorfo), projetada pelo Dr. Massimo Spattini, que faz uma abordagem integrada, levando em consideração a cronobiologia dos hormônios e a morfologia dos seres humanos. “Nascemos como somos, e nos tornamos aquilo que comemos, como nos movemos e como pensamos!”, diz o doutor Spattini. A influência que os hormônios sexuais têm na distribuição da gordura pode, em parte, ser controlada e modificada através da escolha de alimentos em termos de qualidade, quantidade e cronologia.

MULHER: a sugestão é a distribuição de refeições, ingerindo-se carboidratos mais na primeira parte do dia e proteínas principalmente à noite. Refeições devem sempre ser associadas ao consumo de frutas e verduras, pois estes alimentos são alcalinizantes, ou seja, favorecem a eliminação de líquidos excedentes, que nas mulheres tendem a se localizar na parte inferior do corpo.

HOMEM: a sugestão é exatamente o oposto – na primeira parte do dia (café da manhã e almoço) consumir proteínas, e à noite carboidratos. Isto porque a concentração de gordura na parte central do corpo se dá por causa da testosterona e do cortisol, hormônios considerados de ritmo circadiano, ou seja, tem sua concentração mais alta na parte da manhã e vai diminuindo no decurso do dia.

Estas são, naturalmente, informações básicas de um discurso muito mais complexo. Cada caso tem suas especificidades e deve ser avaliado detalhadamente.

A lipoaspiração pode tratar de forma localizada esses acúmulos de gordura, mas só a mudança consistente de hábitos permitirá que você mantenha os bons resultados da cirurgia a médio/longo prazo.

Fontes: https://www.greenme.com.br/alimentar-se/alimentacao/1000-e-possivel-perder-gordura-somente-nas-partes-que-queremos; https://ideianutri.com/2015/06/07/distribuicao-de-gordura-corporal-corpo-em-for/

A beleza de Nefertiti

Um pouquinho de história nesse nosso contexto estético…

Já ouviu falar de Nefertiti?

Nefertiti foi uma das mulheres mais misteriosas e poderosas do Antigo Egito. Ela reinou ao lado do faraó Aquenáton de 1353 a 1336 a.C. Nefertiti é um ícone mundial da beleza e do poder feminino. Seu nome significa “a mais bela chegou”.

Em 06 de dezembro de 1912 a equipe do arqueólogo alemão Ludwig Borchardt encontrou o agora famoso busto de Nefertiti. Características como o pescoço longo, sobrancelhas elegantemente arqueadas, traços bem definidos, maçãs do rosto salientes, o nariz fino e um sorriso enigmático fizeram de Nefertiti um ícone mundial da beleza feminina moderna.
Post 03-05-16

Buscando inspiração no busto da linda rainha do Antigo Egito, o termo “Lifting de Nefertiti” ou “Nefertiti Lift” vem se popularizando. Nefertiti tornou-se ícone de beleza pelos traços bem definidos de mandíbula e pescoço – objetivo este que o procedimento busca alcançar.

Para pessoas com um acúmulo de gordura na região da famosa “papada”, pode ser realizada uma lipoaspiração local – conhecida como lipo cervical ou lipo de submento.

Outro fator tratado normalmente é a flacidez da região do pescoço. Em certos casos, é necessária retirada do excesso de pele.

Em outros, através de aplicação de toxina botulínica (Botox), já é possível se alcançar bons resultados, promovendo-se o relaxamento das fibras musculares que puxam as laterais inferiores da face para baixo. A toxina botulínica é aplicada num triângulo de músculos logo abaixo do ponto mais proeminente do osso da mandíbula. Além disso, os pontos tradicionais do pescoço também são tratados.

Com o relaxamento dos músculos depressores do pescoço, os elevadores prevalecem, proporcionando um levantamento da linha do maxilar, especialmente nas porções laterais, e, com isso, evitando a formação das pregas responsáveis pelo aspecto de “pescoço de peru”. O perfil fica mais firme e bem delineado, e a área com uma aparência mais jovem e lisinha. É um procedimento que é realizado no próprio consultório, com aplicação de creme anestésico para maior conforto do procedimento, e assim com o mínimo ou nenhum desconforto.

É comumente indicado para mulheres de 35 a 50 anos. Mas lembre-se: A definição sobre indicação sempre passa pela avaliação individual!

Fontes: http://leopoldina-emummundodistante.blogspot.com.br/2009/04/nefertiti-o-poder-da-beleza.html; http://kid-bentinho.blogspot.com.br/2015/03/nefertiti-rainha-do-egito.htmlhttp://blogfv.com.br/lifting-nefertiti/; http://www.bolsademulher.com/beleza/perfil-de-nefertiti

Contorno corporal – O que a cirurgia plástica pode oferecer?

Post 7

As mulheres, principalmente, estão sempre preocupadas com gordurinhas localizadas, curvas, cinturinha etc. e tal. A cirurgia plástica oferece várias condutas para melhorar o contorno corporal.

Essa intensa procura torna, não só entre o público feminino, mas crescentemente também entre os homens, a lipoaspiração bastante difundida. Este procedimento visa retirar a gordura de áreas onde o seu acúmulo mascara o contorno do corpo, ou seja, encobre os músculos.

Existem diferentes nomes usados hoje para a lipoaspiração, numa tentativa de atenuar a complexidade deste procedimento cirúrgico, tornando-a mais comercialmente aceitável. Hidrolipo, HLPA (hidrolipoplastia), lipo light, etc. Em essência, trata-se tudo da mesma coisa.

É importante enfatizar que a lipo não deixa de ser um procedimento invasivo e, por isso, requer SEMPRE cuidados como preparativos pré-cirúrgicos (incluindo uma bateria de exames), realização do procedimento cirúrgico num ambiente hospitalar que ofereça as condições de segurança necessárias, cuidados pós-cirúrgicos até a alta médica.

Lembrando também: A lipoaspiração não é um substituto da dieta, ou seja, ela não tem o objetivo de “emagrecer” você. Os melhores resultados de uma lipo são alcançados quando você está no seu peso normal e lança mão do procedimento apenas para livrar-se de pneuzinhos resistentes a dieta e prática regular de atividade física, definindo seus contornos corporais.

Bom ressaltar também: Se você apresentar, além da gordura localizada, flacidez e/ou excesso de pele, pode ser necessário conciliar à lipo uma plástica para retirada de pele. Por exemplo:

👉 na região abdominal, uma abdominoplastia

👉 na região dos braços, um lifting de braços (também chamado braquioplastia)

👉 nas pernas, um lifting de coxas

Lembrando: A definição da conduta cirúrgica mais indicada é individual, variando de caso a caso.

Lipoaspiração / Lipoescultura – Mitos & Verdades

InShot (18)

  1. É seguro realizar uma lipoaspiração no consultório.
    MITO!

    Consultórios não dispõem de recursos necessários para realizar esse tipo de cirurgia. Caso haja intercorrência, não haverá tempo hábil para transferência para um hospital.
    O local correto para a realização de cirurgias deste porte é sempre um hospital que disponha de infraestrutura de CTI.
  2. A hidrolipo, por ser feita com anestesia local, é menos arriscada.
    MITO!

    Mesmo nos casos de anestesia local, há riscos caso não se respeitem os limites corretos de anestésico injetado.
  3. Mesmo com muita ginástica não consigo perder os pneuzinhos.
    VERDADE!
    Os pneuzinhos, depósitos de gordura localizada subcutânea, não costumam responder muito bem à mobilização por meio de exercícios físicos. É claro que reduzimos bastante, mas certas regiões em particular como por exemplo os culotes e a famosa “pochete” ao redor do abdome, só saem com uma lipoaspiração.
    Mas, para se submeter a uma lipoaspiração ou lipoescultura, o ideal é queimar toda a gordura possível por meio de reeducação alimentar e atividade física, para, então, com peso ideal e estável, recorrer à lipo como forma de “acabamento”, moldando seus contornos corporais.
  4. A celulite some com a lipoaspiração.
    MITO!

    Células de gordura são extraídas numa lipoaspiração, mas elas não são o único problema que caracteriza o quadro de celulite. Após uma lipo, a celulite pode inclusive piorar, principalmente se estiver associada a uma flacidez de pele. Procedimentos estéticos adicionais serão necessários para tratar os problemas relacionados à celulite como um todo (deficiências de metabolismo do tecido local, flacidez), avaliando caso a caso.
  5. Depois da lipoaspiração, o volume na região aspirada não volta mais.
    EM PARTE!

    As células adiposas (de gordura) não se formam novamente, mas as células adiposas que permanecem podem acumular mais ou menos gordura dependendo dos seus hábitos após a cirurgia. Áreas extremamente resistentes à mobilização por meio de exercícios físicos (como culote e “barriguinha”) não voltarão ao que eram antes da lipoaspiração. Mas, se não adotar hábitos saudáveis de alimentação e atividade física, você poderá sim voltar a ganhar peso como um todo.
  6. A gordura enxertada (tipicamente numa lipoenxertia de glúteos) é em parte reabsorvida.
    VERDADE!

    O organismo pode reabsorver até 40% da gordura enxertada. Mas tudo depende de área onde a técnica for aplicada e da conduta pós-cirúrgica. Para se alcançar o resultado desejado, pode ser necessária uma segunda intervenção.

Abdominoplastia x Mini-Abdominoplastia x Lipo de Abdome

A plástica de abdome está entre as cirurgias plásticas mais procuradas. Oscilações de peso, hereditariedade, gestações, o próprio envelhecimento natural entre outros podem ocasionar alterações estéticas e funcionais no abdome, pois a elasticidade da pele tem limite. Tanto homens quanto mulheres podem ter indicação para esta cirurgia.

Distensões da região abdominal podem levar não só a um excesso de pele na parte inferior do abdome como também uma diástase, na qual os feixes direito e esquerdo do músculo reto abdominal se afastam (vide imagem). Queixas como dor abdominal, alteração do ritmo intestinal e assaduras na região podem acompanha o quadro clínico.

InShot (2)

Numa consulta médica, o cirurgião plástico avalia entre outros critérios: grau de elasticidade da pele, nível de distensão abdominal, quantidade de pele excedente., volume de gordura subcutânea.

Se seu caso for apenas de gordura localizada com boa elasticidade da pele, a lipoaspiração de abdome pode tratar bem o seu problema. Se, adicionalmente, você apresentar pequeno excesso de pele, a mini-abdominoplastia trará resultados mais satisfatórios. Em casos de maior excesso de pele além de complicações adicionais (como por ex., a mencionada diástase), uma abdominoplastia completa será necessária para garantir um bom resultado.

Cada caso é um caso, que passa forçosamente pela avaliação individual, que vai além das fotos, já que, pessoalmente, a palpação da região também traz importantes informações.