Laser CO2

Slide22

Laser CO2

O laser fracionado CO2 está entre o que há de mais moderno no mercado atual de laser. A tecnologia permite que o laser faça uma leitura da área a ser tratada, atuando apenas nos pontos que necessitam de tratamento, não agredindo a área ao redor, o que permite preservar o tecido e torna o tratamento menos agressivo do que os métodos tradicionais.

O mecanismo utilizado é o de disparo de feixes de luz que são absorvidos pelas moléculas de água da pele e a evaporação destas promove a cicatrização da área. Esse mecanismo estimula a renovação celular e a produção natural de colágeno, ao mesmo tempo em que diminui as cicatrizes traumáticas (por exemplo, de acne) e cirúrgicas (cicatrizes hipertróficas), reduz manchas na pele e atua de modo eficaz sobre rugas e estrias.

O laser fracionado CO2:

  • melhora a aparência e firmeza da pele como um todo, rejuvenescendo de forma rápida e natural, corrigindo rugas e fotoenvelhecimento, suavizando vincos e linhas de expressão, principalmente os localizados ao redor dos olhos e ao redor de lábios.
  • clareia e, muitas vezes, elimina manchas acastanhadas.
  • acelera a cicatrização.
  • remodela o colágeno, melhorando muito o aspecto de estrias, principalmente as de cor branca.

E, por atingir áreas mais profundas da pele, o resultado é mais duradouro e pode chegar a até 5 anos.

O tratamento pode ser um bom complemento para procedimentos como lifting, Botox ou preenchimentos. A aplicação pode ser na face completa ou restrita a determinadas regiões, como região periorbital (em torno dos olhos), perioral (em torno dos lábios), pescoço etc. ou em outras áreas, conforme o objetivo do tratamento.

Confira também as informações sobre laser fracionado CO2 nosso site.

Autoestima na terceira idade e o aumento da cirurgia plástica após os 60 anos

Slide16

Resumimos para vocês um artigo interessante que saiu na revista Exame.

Uma pesquisa recente da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) revelou que o número de pessoas acima de 60 aderindo às cirurgias plásticas está crescendo. No Brasil, em particular, nos últimos 13 anos, a expectativa de vida cresceu cerca de 5 anos. A longevidade também intensifica a busca por prolongar a qualidade de vida e pelo rejuvenescimento.

Os procedimentos mais procurados, tanto por homens quanto por mulheres na terceira idade, são os de face – tanto os não-cirúrgicos (como toxina botulínica (botox), preenchimento, laser) como os cirúrgicos (como lifting e mini lifting facial, plástica de pálpebras, lifting de sobrancelhas).

Mas também cirurgias corporais, como plástica de mama e abdome, são bastante procuradas.

A escolha minuciosa do profissional e a avaliação detalhada do seu caso no contexto de uma consulta médica são imprescindíveis.

A preparação para a cirurgia, incluindo exames, avaliação de um cardiologista, esclarecimento de todas as suas dúvidas, organização de um bom esquema para o seu pós-cirúrgico (com base nas orientações médicas), ganha ainda mais importância com a idade avançada do paciente.

Na íntegra: http://exame.abril.com.br/negocios/dino/noticias/autoestima-na-terceira-idade-e-o-aumento-da-cirurgia-plastica-apos-os-60-anos.shtml

Lifting x Mini-lifting – Qual a diferença?

Slide15

Dentre os procedimentos cirúrgicos para rejuvenescimento facial, pode-se dizer que o lifting é o mais completo e mais extenso. O lifting é mais do que uma “esticadinha” da pele. Devido ao envelhecimento, as gorduras e os músculos também recebem atenção durante a cirurgia para garantir resultados naturais e duradouros. Nesta cirurgia, é possível elevar o canto externo da sobrancelha, suspender a região das bochechas, esticar a pele do pescoço, diminuindo as papadas e o duplo queixo, reduzir os sulcos ao lado da boca e em torno dos lábios. Enfim, levanta-se a pele, erguendo o visual da face como um todo, de maneira harmoniosa para deixar a face naturalmente mais jovem, com aparência saudável, mais firme e descansada. No lifting completo, indicado para quem possui grande quantidade de pele excedente (e consequentemente flacidez e rugas), o descolamento da pele e o acesso às estruturas profundas são maiores do que no chamado mini lifting.

O mini lifting é um procedimento mais brando, mais rápido, menor e com menos cicatrizes, porém com resultado limitado, com tratamento de estruturas mais laterais e menor ressecção de pele. É indicado para quem possui pouca quantidade de pele flácida. Consequentemente, o tempo de recuperação é consideravelmente mais curto.

Cada um tem a sua indicação. Só a avaliação médica de cada caso, levando em consideração a estrutura facial do paciente e suas necessidades, poderá definir qual a conduta mais apropriada.

Ambos os procedimentos podem ser conciliados com outros procedimentos, conforme indicação individual. Por exemplo, a blefaroplastia (plástica das pálpebras), aplicação de toxina botulínica (Botox) ou preenchedores faciais.

Confira mais informações em nosso site: http://www.marcosgobbo.com.br/pt/09liftingfacial.html