Sinais de Beleza

Nas sociedades globalizadas, há uma concordância quase universal sobre o que é belo. Há sim uma influência das mídias no inconsciente coletivo, mas sinais de beleza na raça humana são conceitos milenares.
Estudando a Anatomia da beleza ocidental feminina e masculina, encontramos alguns sinais. (Veja abaixo.) Apesar das diferenças entre parâmetros femininos e masculinos, de maneira geral, o que realmente importa é o equilíbrio entre as estruturas da face, incluindo nariz, queixo, região malar e área mandibular.

 

Sinais de Beleza Feminina

Post 28-05-16a

1 – Região malar (maçãs do rosto) discretamente proeminente.

2 – A região malar se prolonga pela região zigomática (osso zigomático) em direção ao lobo superior da orelha. O zigomático discretamente proeminente vai se estreitando e terminando suavemente no nível geral da face.

3 – O efeito “blush”, é um sulco leve e largo na bochecha, formado por uma depressão entre proeminências do malar e do zigomático de um lado e a mandíbula do outro.

4 – Mandíbula bem definida, com ângulo entre suas duas partes (o ramo e o corpo) tendendo ao reto.

5 – Arqueamento ou elevação da cauda das sobrancelhas

 

Sinais de Beleza Masculina

Post 28-05-16b

1 – Região malar e zigomática proeminente, mas mais discreta ou mais retificada do que na mulher.

2 – Mandíbula bem definida, com ângulo entre suas duas partes (o ramo e o corpo) tendendo ao reto, dando senso de simetria e equilíbrio e ajudando a formar um discreto efeito “blush”. Uma mandíbula pouco marcada pode fazer um nariz normal parecer grande e um já proeminente parecer ainda maior. Por outro lado, uma mandíbula proeminente demais pode dar um aspecto exageradamente forte. Aqui vale a medida certa, com base no ângulo.

3 – Queixo largo e bem proporcionado, mas maior e mais quadrado do que na mulher.

4 – Nariz proporcional e retilíneo.

5 – Equilíbrio entre malar, mandíbula, queixo e nariz.

6 – Sobrancelhas retificadas (ao contrário do padrão feminino)

 

Técnicas de “Embelezamento”

Podemos utilizar os mesmos recursos (preenchimentos, toxina botulínica, etc.) para o embelezamento tanto feminino quanto masculino, mas os protocolos e planos de aplicação têm suas peculiaridades, respeitando as diferenças estéticas.

A Técnica de Preenchimento Profundo pode:

  • criar ou aumentar estas linhas de beleza na face, definindo por exemplo as áreas malar e mandibular;
  • modificar o nariz, arrebitando a ponta ou removendo uma proeminência dorsal;
  • promover um aumento do queixo.

A toxina botulínica pode elevar as sobrancelhas, mas devemos nos atentar que este é um padrão de beleza feminina e homens precisam de sobrancelhas retificadas.

Alterações mais complexas e/ou extensas precisam às vezes ser cirúrgicas, por exemplo um lifting facial (para faces mais envelhecidas) ou uma rinoplastia (caso o nariz necessite de intervenções estético-funcionais mais extensas).

Tudo passa sempre por uma avaliação individual pormenorizada no contexto de uma consulta médica.

Fontes: http://www.naturale.med.br/bioplastia/bioplastia_sinais_de_beleza.htm; https://majorityrights.com/weblog/comments/the_facial_proportions_of_beautiful_people; http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3130383/

Sorriso gengival

Post 05-05-16

Já ouviu falar de sorriso gengival?

Dentro dos parâmetros estéticos, um sorriso bonito envolve a harmonia e proporção entre dentes, gengiva e lábios. Quando uma porção desproporcionalmente grande de gengiva (acima de 3 mm) fica exposta durante o sorriso, falamos de Sorriso Gengival. Para muitos, a situação traz um desconforto.

Possíveis causas são encurtamento do lábio superior, coroas dos dentes curtas, excesso de osso maxilar, excesso de gengiva, hiperatividade dos músculos elevadores do lábio superior ou uma combinação entre esses fatores. Cada causa implica uma conduta específica. Vários desses problemas envolvem tratamentos ortodônticos como cirurgia para correção do excesso de gengiva (gengivoplastia) ou cirurgia ortognática (para correção da desproporção de osso maxilar). Mas, em especial nos casos de hiperatividade muscular, a aplicação de toxina botulínica (Botox) pode trazer alívio para as pessoas afetadas pelo problema. A toxina também ajuda a amenizar um sorriso levemente assimétrico por consequência da diferença de inserção e atividade dos músculos elevadores do lábio superior.

A aplicação da toxina botulínica é um método simples, rápido e efetivo. Sua função é causar uma fraqueza muscular localizada, controlada e reversível. Ou seja, a duração do seu efeito é temporária, variando de 4 a 6 meses, mas é possível após esse período uma reaplicação.

Lembre-se que o primeiro e mais importante passo é sempre o diagnóstico correto e preciso do seu problema. Isso sempre passa por uma a. Por isso, avaliação individualizada.

A cantora brasileira Wanessa Camargo e a atriz americana Jeniffer Garner são exemplos de pessoas que assumidamente se beneficiaram com o procedimento.

Botox ou Preenchimento?

Afinal, do que eu preciso? De Botox ou preenchimento?

A toxina botulínica (mais conhecida pelo nome de uma das marcas, Botox) e o preenchimento facial são 2 procedimentos faciais muito difundidos. Mas, muitas vezes ainda há muita dúvida sobre indicação de cada um deles. Confira!

A toxina botulínica tem o objetivo de paralisar músculos específicos que têm o potencial de ocasionar ou agravar rugas. Mas não trata a pele. As principais áreas da face tratadas com Botox são: testa, canto dos olhos (os populares “pés de galinha”), regiões glabelar (entre as sobrancelhas) e nasal, ao redor da boca. O efeito dura em média 4 meses, variando de pessoa para pessoa.

preenchedores faciais podem ser usados para:

  • volumizar certas regiões da face (por ex. lábios, queixo, região malar, ou seja, as maçãs do rosto etc.);
  • otimizar contornos faciais;
  • preencher imperfeições da superfície, como rugas estáticas ou pequenas cicatrizes de acne;
  • entre outros.

Dependendo do preenchedor utilizado (por ex., o ácido hialurônico), ainda há um plus adicional: a formação e reconstituição do colágeno da pele é estimulada. A maioria dos preenchedores também tem duração limitada. Dependendo do produto e da constituição individual do paciente, de 12 a 24 meses.

Post 29

Lembrando que cada caso precisa ser individualmente analisado. Há indicação para um ou outro ou ambos. É também possível se potencializar resultados combinando esses procedimentos com outras condutas – cirúrgicas (lifting ou mini lifting facial) ou não-cirúrgicas (laser, peeling etc.)

Se você já cogitou algum desses procedimentos, o primeiro passo é passar por uma consulta de avaliação.

 

Fontes:

Pequenos detalhes que fazem a diferença…

Post 14

Hoje em dia, todos conhecem a aplicação de toxina botulínica (Botox) para amenizar rugas de expressão. Mais comumente, o Botox é utilizado para tratar rugas na região frontal (testa), nos pés de galinha (rugas ao lado dos olhos) e região da glabela (entre os supercílios).

Mas as aplicações do Botox não param por aí. Já ouviu falar de uso de Botox para o chamado “sorriso triste” e um músculo na região maxilar chamado masseter?…

O músculo depressor do canto da boca pode causar em certas pessoas a aparência de “sorriso triste”. A paralisando este músculo através da aplicação de Botox, podemos elevar os cantos da boca, melhorando o sorriso e reduzindo a expressão cansada e, por vezes, mal humorada que ele ocasiona. Importante é fazer o procedimento com um profissional capacitado, pois este músculo localiza-se muito próximo de outros músculos responsáveis pela mímica facial que, se paralisados inadvertidamente, podem levar a resultados insatisfatórios. Segundo pesquisa publicada na revista Plastic and Reconstructive Surgery, o local mais seguro para a aplicação da toxina botulínica a fim de tratar a expressão triste, cansada e raivosa provocada pela ação desse músculo.

O músculo masseter é responsável pelo fechamento e apertamento da mandíbula. Em pessoas com bruxismo, esses movimentos ocorrem com intensidade muito elevada. Isso pode inclusive levar a uma hipertrofia deste músculo. Problemas nas articulações da mandíbula atingem 30% da população. A aplicação de Botox no masseter alivia muito a força excessiva que a pessoa faz quando cerra a boca ou range os dentes.

Apesar de resultados muito satisfatórios, a aplicação do botox para o bruxismo não garante a cura e, sim, apenas o controle do quadro. O bruxismo que pode ocasionar desgaste e quebra dos dentes. Por isso, o tratamento com a toxina botulínica /botox deve ser usado para reduzir a força de contração muscular, sendo aliado às placas de mordida e a correção da mordida.

Botox

Slide12

A toxina botulínica tipo A, quando aplicada em pequenas doses, bloqueia a contração do músculo, suavizando com isso as linhas de expressão.

Indicação:

  • Tratamento das rugas faciais dinâmicas, aquelas provocadas por vícios de expressão, que aparecem quando os músculos da face estão em movimento.
  • As regiões mais beneficiadas pela técnica são as rugas da testa, glabela (linhas verticais acima do nariz, entre as sobrancelhas), rugas periorbitárias (pés de galinha) e qualquer ruga que se forme na região dos olhos. As rugas verticais que aparecem no limite dos lábios superiores, principalmente dos fumantes (o chamado código de barras), também podem ser tratadas com a toxina, mas geralmente exigem um procedimento complementar.
  • Tratamento da hiperidrose (suor excessivo), por ex. nas axilas e palmas das mãos.

Limitações:

  • Rugas estáticas, aquelas que aparecem mesmo quando o rosto está parado, podem até ser suavizadas, mas não eliminadas completamente. Boa opção nesses casos pode ser um preenchimento cutâneo. Um típico exemplo deste tipo de ruga que se beneficia mais com um preenchimento é o conhecido “bigode chinês” (sulco nasogeniano).
  • A toxina botulínica não atua na flacidez da pele. Ela apenas impede a contração muscular, que é o que forma a ruga. A flacidez precisa ser tratada com procedimentos que estimulem a produção de colágeno, como certos preenchedores faciais e laser.

Prazos:

Os efeitos começam por volta de 24 horas após a aplicação, alcançando seu pico mais ou menos uma semana após, e duram de 4 a 6 meses. O tempo de duração do efeito depende do tempo para a eliminação da toxina botulínica. Os fatores que influenciam na duração são a dose e a força muscular.
Após este período, ela pode ser reaplicada. Se for necessária alguma complementação, esta deverá ocorrer 20 dias após a aplicação.

Conciliação com outros procedimentos:

Botox é o único procedimento que atua no músculo. A complementação por meio de outros métodos que estimulam colágeno e a renovação celular é importante, mas não substitui a toxina botulínica. Ela tem a ação preventiva. Por paralisar rugas dinâmicas, ela previne o aparecimento de novas marcas da idade e a piora das já instaladas.

Contra-indicações:

  • Alergia à toxina botulínica e/ou à albumina (proteína do ovo);
  • Presença de infecção nos locais de aplicação;
  • Indivíduos que estejam fazendo uso de medicamentos que interferem na transmissão neuromuscular, como antibióticos aminoglicosídeos;
  • Pessoas com doenças autoimunes;
  • Gravidez e lactação.

Cuidados após a aplicação:

  • Evitar deitar-se por 4 horas após a aplicação;
  • Não praticar exercícios físicos após 24 horas da aplicação;
  • Evitar massagear as regiões aplicadas, assim não se deve aplicar cremes no rosto 24 horas após a aplicação. A massagem da região pode levar a dispersão do medicamento;
  • Deve-se contrair a musculatura da região tratada após aplicação com o objetivo de melhorar o bloqueio muscular.

Fonte: http://www.marcosgobbo.com.br/pt/14botox.html